Orgulho!

Orgulho!

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

AS BELEZAS DA BOA TERRA

Enquanto o mundo possuiu Sete Maravilhas, Cachoeira não quis ficar para trás.
Onze Maravilhas daqui foram tombadas.
Algumas encontram-se em boas condições enquanto outras ...

Será que Narciso procura Cachoeira no espelho d'água?




Narciso prestes a afundar na água, encantado pelo seu reflexo. Obra de um dos mestres do barroco, o italiano Caravaggio (1571-1610)


Amanhã é o Dia do Patrimônio Histórico.
Sem os extremos de Narciso mas um pouco parecido com ele, queria imaginar todos os nascidos na boa terra cachoeirense um pouco mais debruçados sobre o que resta do filme antigo da nossa história.
Seus prédios, seus enfeites, telhados, suas ruas calçadas, cartas, documentos, seus mistérios, lendas e intrigas, faces e lugares da sua gente.
Gente que a construiu, prosperou e fortificou.
Que seus filhos respeitassem mais a vitalidade, a experiência e a sabedoria da sua velhice.

Em 8 de dezembro de 1981 foi criado o COMPAHC, Conselho Municipal do Patrimônio Histórico-Cultural pelo Decreto Municipal nº 389. Dona Lya Wilhelm, professora, foi sua primeira presidente. Hoje é presidido por Miguel Felippe de Moraes.




UNIBANCO, União de Bancos Brasileiros S/A. Em 1924 foi sede do Banco do Brasil.
Tombado em 1986.




Prédio que foi a Escola Superior de Artes Santa Cecília. Abriga hoje a Casa de Cultura Paulo Salzano Vieira da Cunha, o Núcleo de Cultura e a Biblioteca Pública
Construído em 1915, o prédio foi residência do Dr. Balthazar de Bem até sua morte em 1924, tornado-se, sucessivamente, sede de várias entidades.
Tombado em 1985.




PREFEITURA MUNICIPAL EM TEMPOS DE RELATIVA CONSERVAÇÃO
O Paço Municipal foi entregue à Câmara em 5 de agosto de 1865, servindo inicialmente, como hospital, durante a Guerra do Paraguai, por sugestão de D. Pedro II. Foi sede do Poder Judiciário, até 1922 e do Poder Legislativo, até 1982.
Tombado em 1985.
Autoria da foto: desconhecida.




A nua e crua realidade do abandono. Neste momento é o caso mais grave porque não há sinalização de projeto de restauração.



Jardim de Infância do Colégio Sinodal Barão do Rio Branco, construído no período de 1916/1917.
Tombado em 1985.




Cine Teatro Coliseu
Fachada em art déco, foi construído por Henrique Comassetto por volta de 1921.

Tombado em 2008.



União dos Moços Católicos
Por volta de 1850, foi residência de José Custódio Coelho Leal, figura de destaque na vida pública da cidade. A partir de 1899 foi, sucessivamente, sede do Clube Cachoeirense, do Clube Renascença, do Centro Literário Marcelo Gama, do Banco da Província e da União dos Moços Católicos a partir de 12 de outubro de 1924 sob o lema Deus e Pátria.
Tombado em 1985.


PS! Reparem no poste monstruoso da AES Sul, Applied Energy Services Corporation, (sediada nos Estados Unidos) bem em frente ao que sobrou do prédio, isto é, somente a fachada. O restante virou poeira há muito tempo.



Hospital de Caridade e Beneficência: primeiro prédio erguido no período de 1903/1910.
Tombado em 1985.




Palácio Legislativo João Neves da Fontoura
Concluído e ocupado pelo Banco da Província em 1927.
Tombado em 1985.




Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, inaugurada em 1899.
Tombada em 1985.




Casa da Aldeia, a misteriosa face oculta do Marte cachoeirense.
Erguida há 161 anos, o que ainda resta por debaixo dos tapumes?

Tombada em 2005.



Estação Ferreira.
Tombada em 2009.
Foto: COMPAHC [Conselho Municipal do Patrimônio Histórico-Cultural]


Demais fotos: acervo pessoal

Fonte de pesquisa:
* Cachoeira do Sul, em Busca de sua História, Ângela Schumacher Schuh e Ione Sanmartin Carlos, 1991;
* Calendário Histórico-Cultural de Cachoeira do Sul, 1982.

Um comentário:

  1. Adorei esta página,pois adoro fotografar prédios antigos,flora,fauna,etc.

    ResponderExcluir